SPIRULINA TABLET 96G (OCEANDROP)

R$89,10

Spirulina, também chamada de poderosa alga-azul, é ideal para quem busca mais nutrição no dia a dia. Esse superalimento é 100% natural e já recebeu o título de ‘O Melhor Alimento para o Futuro’ pela Organização Mundial da Saúde devido sua riqueza nutricional extremamente abundante, que fornece uma grande diversidade de benefícios.

O que é Spirulina?
A preocupação com a saúde da população está cada vez maior, assim como a quantidade de deveres diários de cada um. Trabalho, estudo, lazer, família, amigos… A lista é grande! Então, como é possível conciliar tudo isso com uma vida mais saudável? Todo mundo sabe que a prática de atividades físicas e uma dieta balanceada são os alicerces da saúde. No entanto, parte da resposta para essa pergunta também pode estar na Spirulina. A Spirulina é uma cianobactéria de cor verde-azulada que já foi eleita pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como “O Melhor Alimento para o Futuro”. A explicação disso está na sua capacidade de oferecer uma nutrição completa de maneira simples, podendo ajudar a combater a desnutrição mundial. A NASA, inclusive, a tem como um excelente alimento compacto para viagens espaciais, já que a Spirulina pode estar no formato de cápsulas, pó ou tablets.

Para que serve a Spirulina?
A Spirulina pode servir para oferecer benefícios adicionais à saúde, além de ajudar a suprir as necessidades nutricionais básicas. Diversos estudos científicos já mostraram o potencial de seus efeitos benéficos


Benefícios
Encontrados em estudos científicos
1. Um estudo sugeriu que a Spirulina platensis, como terapia complementar, junto a uma dieta com restritação calórica, pode auxiliar no controle da perda de peso e também na redução dos níveis de triglicerídeos. Isso se dá, possivelmente, por meio de efeitos modulatórios nas vias anti-inflamatórias.

2. Os resultados de um estudo realizado com idosos saudáveis ​​do sexo masculino e feminino demonstraram que a Spirulina tem efeitos favoráveis ​​sobre o perfil lipídico, variáveis ​​imunológicas e capacidade antioxidante. Além disso, foi relatado que ela é adequada como alimento funcional.

3. Segundo estudo, a Spirulina fornece gorduras essenciais e teor excepcionalmente alto de vitamina B12. Além disso, é uma boa fonte de betacaroteno, ferro, cálcio e fósforo.

4. A Spirulina se mostra interessante, já que os efeitos antioxidantes da ficocianina, presente em sua composição, apresentam uma contribuição significativa para a atuação contra os radicais livres.

Como tomar Spirulina?
Agora que já conhece mais sobre a Spirulina, é hora de descobrir como ela pode ser consumida. O suplemento de Spirulina é encontrado na forma de cápsulas, tablets ou pó. A Spirulina em cápsulas é considerada a mais prática e de fácil ingestão, pois a cápsula ajuda a inibir o odor característico da Spirulina, que pode ser um problema para algumas pessoas. De forma geral, a dose diária recomendada é de 2 gramas (4 cápsulas), mas vale ressaltar a importância de consultar um profissional especializado para avaliar as necessidades de cada um. É interessante saber que o consumo com água ajuda na absorção máxima das propriedades da Spirulina. É de costume indicar que a Spirulina seja ingerida meia hora antes das duas principais refeições do dia. Você também pode utilizar a sua criatividade e abrir as cápsulas ou utilizar a Spirulina em pó para enriquecer os seus alimentos e bebidas do dia a dia, como sucos, batidas, iogurtes, molhos e massas em geral.

Contraindicações da Spirulina
Por conter o aminoácido fenilalanina, a Spirulina não é indicada para pessoas com fenilcetonúria, uma doença genética que impossibilita a metabolização dessa substância. A Spirulina tem iodo, então quem tem alergia ao mineral não deve consumir. Também não é recomendado que pessoas que sofram com hipertireoidismo tomem o superalimento, já que o iodo pode afetar a eficácia da medicação. O superalimento é contraindicado para mulheres grávidas ou que estão amamentando, assim como para crianças menores de 11 anos, sem prescrição médica. Pessoas alérgicas a frutos do mar devem ter cuidado, visto que também podem ser alérgicas à Spirulina. Outras contraindicações estão relacionadas com doenças autoimunes, pois, como a Spirulina estimula o aumento da atividade imunitária, pode agravar os sintomas desse tipo de doença.

Compartilhar: